Carta aberto do Sindicato de São Lourenço.

Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, resolveu fazer um acordo diretamente com o Sindicato Laboral ignorando o Sindicato de São Lourenço.

Este ano fomos surpreendidos com a notícia que a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, resolveu fazer um acordo diretamente com o Sindicato Laboral ignorando o Sindicato de São Lourenço, concedendo uma procuração para que o Sr. Gustavo Pessoa Arrais a representasse para fazer o acordo sobre a CCT 2015 abrangendo as seguintes cidades: Aguanil, Aiuruoca, Alagoa, Andrelândia, Baependi, Boa Esperança, Bocaina de Minas, Bom Sucesso, Cambuquira, Campanha, Campo Belo, Cana Verde, Candeias, Careaçu, Carmo da Cachoeira, Carmo de Minas, Carmo do Rio Claro, Carrancas, Carvalhos, Conceição do Rio Verde, Coqueiral, Cristais, Cruzília, Dom Viçoso, Formiga, Heliodora, Ibituruna, Ingaí, Itamogi, Itamonte, Itanhandu, Itaú de Minas, Itumirim, Itutinga, Jacuí, Jesuânia, Lambari, Lavras, Liberdade, Luminárias, Minduri, Monsenhor Paulo, Natércia, Nazareno, Nepomuceno, Olímpio Noronha, Passa Quatro, Passa-vinte, Perdões, Pimenta, Piumhi, Pouso Alto, Ribeirão Vermelho, Santana do Jacaré, Santo Antônio do Amparo, São Bento Abade, São Gonçalo do Sapucaí, São Sebastião da Bela Vista, São Sebastião do Rio Verde, São Thomé das Letras, São Vicente de Minas, Seritinga, Serranos, Soledade de Minas, Tocos do Moji, Três Corações e Virgínia.

Trabalho este que era realizado por este Sindicato em comum acordo com a Federação ao longo dos muitos anos, uma vez que estávamos com processo em andamento junto ao MTE solicitando a atualização do Estatuto, a extensão da Base e categorias. A qual foi deferida a nosso favor conforme publicado no DOU em 9 de fevereiro de 2015. Utilizávamos critérios éticos dando a devida publicidade nos atos praticados e legalidade exigida, defendendo sempre com bom censo dentro da realidade regional e utilizando as mesmas cláusulas na CCT praticadas por este Sindicato estendida a toda esta base.

Diante deste impasse, para esclarecimento do fato, solicitamos a Federação e ao Sindicato Laboral cópia autentica dos seguintes documentos:

  • Cópia da procuração onde a Federação concede a procuração ao seu representado para fechar o acordo sobre a CCT 2015 e a abrangência das cidades de: Bocaina de Minas, Campanha, Careaçu, Carmo de Minas, Dom Viçoso, Heliodora, Itamonte, Itanhandu, Jesuânia, Lambari, Monsenhor Paulo, Natércia, Olimpio Noronha, Passa Quatro, Passa-Vinte, Pouso Alto, São Sebastião do Rio Verde, Soledade de Minas e Virgínia.
  • Edital de Convocação e ata da reunião com representantes das cidades e documento comprovando se esta CCT está devidamente registrada no MTE. Procedimentos legais, para então prosseguirmos nas negociações com o Sindicato Laboral.

As demais cidades que compõem a nossa base territorial: Brasópolis, Conceição das Pedras, Consolação, Cristina, Delfim Moreira, Gonçalves, Itajubá, Maria da Fé, Marmelópolis, Paraisópolis, Pedralva, Piranguçu, Piranguinho, Santa Rita do Sapucaí, São José do Alegre, Sapucaí-Mirim, Varginha e Wenceslau Braz, sugerimos que adotem a CCT 2015 realizada entre este Sindicato de São Lourenço e o Sindicato Laboral.

Informamos que a partir de 09 de fevereiro de 2015 as cidades de: Bocaina de Minas, Brasópolis, Campanha, Careaçu, Carmo de Minas, Conceição das Pedras, Consolação, Cristina, Delfim Moreira, Dom Viçoso, Gonçalves, Heliodora, Itajubá, Itamonte, Itanhandu, Jesuânia, Lambari, Maria da Fé, Marmelópolis, Monsenhor Paulo, Natércia, Olimpio Noronha, Paraisópolis, Passa Quatro, Passa-Vinte, Pedralva, Piranguçu, Piranguinho, Pouso Alto, Santa Rita do Sapucaí, São José do Alegre, São Sebastião do Rio Verde, Sapucaí-Mirim, Soledade de Minas, Varginha, Virgínia e Wenceslau Braz, estão integradas na Base Territorial do Sindicato de São Lourenço, conforme despacho do MTE, publicado no DOU em 9 de fevereiro de 2015.

Diante dos fatos relatados estamos aguardando o recebimento dos documentos solicitados para então concluirmos as CCT 2015 das cidades supra citadas, desejando que sejam mantida as mesmas clausulas de São Lourenço.

Atenciosamente,

A Diretoria

Um comentário sobre “Carta aberto do Sindicato de São Lourenço.