Legalização dos Cassinos

     PRESIDENTE DO SINDICATO DE HOTÉIS, RESTAURANTES, BARES
E SIMILARES DE SÃO LOURENÇO E REGIÃO SUL DO ESTADO DE MINAS Sob o lema “LIBERTAS QUE SERA TAMEM” inscrito na bandeira do Estado de Minas Gerais, as estâncias hidrominerais, tradicional destino turístico brasileiro; aguardam que desta vez será quebrado o
“TABU” que há quase 70 anos tira a liberdade do desenvolvimento das estâncias de terem seus cassinos funcionando no berço do turismo nacional.
Desde meados do ano passado, venho sugerindo aos membros do Senado, da Câmara dos Deputados, do Ministério do Turismo, do Planejamento, do Trabalho a importância para a nação, da Legalização dos Cassinos no território brasileiro.
Com a crise econômica que começava a transparecer com prognósticos sombrios, o importante seria buscar alternativas viáveis para pelos menos brecar a tragédia do desemprego.
Tem-se mencionado muito na geração do aumento da arrecadação, mas ao meu ver o desemprego é o problema social e grande causador de danos à sociedade, muitíssimo maior que os problemas que a legalização dos cassinos possa causar.
Incentivando a Legalização dos Cassinos, teremos repercussão positiva no turismo, no comércio, na indústria e consequentemente na geração de novos empregos.
Obviamente muito dos nossos políticos que estarão examinando esta matéria não tem informações precisas para se posicionar à favor ou contra, visto que trata-se de um assunto não existente neste país
há quase 70 anos. Fico estarrecido quando ouço alguém dizer que com a legalização teremos prostituição, corrupção, sonegação de impostos, lavagem de dinheiro e outros
males, como se isso já não estivesse acontecendo; para mim é falsa moral.
Os jogos em cassinos existem em mais de 150 países há muitos anos. Será que só o Brasil está certo em proibir a liberdade do cidadão de se divertir nos cassinos? Chegou a hora de dar liberdade ao turismo para ser competitivo. Vamos desatar as amarras da hipocrisia e resgatar o glamour do passado gerando emprego para o trabalhador, atraindo turista até do exterior como faz Punta del Este nosso vizinho do Uruguai que recebe milhares de brasileiros os quais não têm a liberdade de jogar e se divertir em seu próprio país.
Em respeito ao slogan da bandeira do Estado de
Minas Gerais “LIBERTAS QUE SERA TAMEM”; liberdade ainda que tardia, conclamo os representantes do povo brasileiro a aprovarem a liberação dos cassinos nas cidades no interior do país, conforme proposta sugerida.

MARCO AURÉLIO LAGE
PRESIDENTE DO SINDICATO DE HOTÉIS, RESTAURANTES, BARES
E SIMILARES DE SÃO LOURENÇO E REGIÃO SUL DO ESTADO DE MINAS

Matéria publicada no Jornal do Commercio • Quarta-feira, 20 de janeiro de 2016 • Opinião • A-11 Arquivo em PDF CLIQUE AQUI!

Conheça a proposta elaborada e sugerida pelo Sr. Marco Aurélio Lage Clique Aqui!